2008/06/20

A Careca da Gravata Não-Fumadora


A nova Lei do tabaco trouxe, a meu ver, inúmeras vantagens. Para além de despoluir o ar congestionado de alguns ambientes de trabalho, serviu também para, no meu caso particular, reduzir o número diário de cigarros. As vantagens indirectas que esta mesma Lei trouxe foi, por um lado, proporcionar um certo convívio entre colegas que eu jamais na minha vida tinha ultrapassado o mero cumprimento e por outro, foi a de perceber o REAL comportamento de alguns dos meus colegas, os que alcunhei de engravatados, na sua maioria não-fumadores, que volta e meia mandavam a boquinha quando alguém estaria à porta do prédio a fumar.

Normalmente, da parte da tarde fumo 3 cigarros: um quando venho do almoço (pelas 14h15), outro por volta das 15h30/16h00 e outro quando vou tomar café pelas 17h30/18h00. Qualquer uma destas minhas fugas tabaco/café não duram mais de 7 minutos. Quando me dirijo ao 2º turno do cig-break, o das 15h30/16h00, é engraçado porque TODOS os dias encontro alguns dos meus colegas engravatados os quais inevitavelmente vêm a falar ao telemóvel (ou a simular que falam) a chegar do almoço.

É muit'a chato descobrir a careca do pessoal. Um incómodo mesmo.

3 comentários:

éme. disse...

:)
Oh oh... descobrir carecas é do melhor... o ar dos descabelados é que pode não ser muito bom!

C. disse...

:D

Kraak disse...

Éme, C. :) :) Hahaha! É lindo ver o ar do pessoal, tipo bolinha baixa a entrar...

Ainda naum me apercebi é se trazem o cheiro da vinhaça :S

Bjzz carecazz (tipo cheque), LOL