2008/03/20

Astros Sem Mastros


O equinócio da primavera significa o fim de mais um inverno civil. Durante a época baixa a quase familiar força estranha dos astros sem mastros permitiu que as estórias de uns fossem as histórias de outros.

Felizmente, acho que sou eu próprio quem comanda o meu veleiro.
A mastrear!

4 comentários:

hothotheart disse...

mas o tempo anda todo trocado =P

éme. disse...

:)
Que engraçado... há uns dias (e porque andei a pensar no cansaço de ser marinheira de águas turvas) escrevi não sei bem o quê que me levou por ondas e chuvas de outras paragens!

Tinha saudades de aportar por aqui, nem que fosse assim, de modo breve...

É bom comandar as nossas rotas, é...
Mas cansa tanto fazê-lo a sós, tempo a mais... ufff

ah, a Primavera!! :)

Kraak disse...

Hothotheart :) Pois anda! E tudo pq há astros que, como eu aqui dizia, nos enganam e nos comandam para uma estação do ano algo desajustada!

Bjzz trocados

Kraak disse...

Éme :) Ainda bem que aportaste por aqui, marinheira! As nossas vidas marítimas levam-nos muitas vezes a percorrer águas turvas e mares agitados.

Cansados ou naum de comandarmos as nossas rotas sozinhos, digo-te uma coisa: quando nos apercebemos o motivo pelo qual andámos sobre águas turvas, pode ser revoltante mas pode por outro lado servir para rapidamente virar o leme em direcção às águas cristalinas.

Há muita boa gente que precisa também fazer essa rota. Num barco a motor ou infelizmente, com dois remos na mão.

Bjzz primaveris e cristalinos, embora gelados :S