2008/03/19

Hoje, Para o Meu Daddy Que É EMO!



Sendo hoje mais um daqueles dias-cliché, aproveita então a oportunidade e diz àqueles que mais gostas, especialmente ao teu pai, o quanto o amas, se for caso disso. É bom abrir o coração e expressar os sentimentos que nos preenchem a alma. Ternura e carinho não ficam mal a ninguém.

Parabéns, Pai, porque na realidade, sabes que tirando a política e o gosto musical, eu sempre segui os teus passos. Toda essa liberdade de espírito sempre permitiu que eu, cada vez mais, diga "Amo-te, Daddy Emo!".

4 comentários:

Mr. S disse...

O meu papá não é EMO é um tipo q até tem uns gostos musicais q me identifico para alguem q viveu a geração dele. Tirando o caso de gostar de Michael Bolton, mas isto deve ter a ver com a crise de meia idade...

Kraak disse...

Mr. S :) HAHAHA! Michael Bolton? SOS! O meu daddy ouvia sempre aqueles clássicos calmo-românticos dos anos '60/'70, naum se atrevendo muito por outras áreas musicais mais agitadas.

Ultimamente tem recorrido a algumas alternativas emo, para eu educadamente naum lh'as chamar pimba. Help!

Emo-Hugzz

éme. disse...

:)

Que malandrice!! A brincar com ouvidinhos paternos...

...
Boa mensagem de afecto, ahm?!


(mas quanto aos passos que se seguem ou se discutem... tinha logo de ser em duas das coisas fundamentais da vida? a música e a política!??!) ;)

Kraak disse...

Éme :) Haha! O meu pai naum se importa com estas brincadeirinhas, hehe! :) Mas que já que falas dos passos, acho curioso pq a maior parte das pessoas que conheço naum seguiram precisamente esses passos dos pais, LOL. Será que houve uma grande viragem nesta geração?

Às vezes pergunto-me se eu naum sou a ovelha ranhosa do burgo... :S

Bjzz fundamentais