2007/12/03

Twisted by Design


Nada como relembrar a frescura deste post e perceber a vontade de dançar, perceber a vontade de (re)viver, perceber que não podemos passar a vida sós no alto de uma montanha, como vigia de incêndios, sempre atento aos sinais de fogo. Um dia de lá teremos que sair.

Hoje chega o tema #29: "You! Me! Dancing!" dos Los Campesinos!, extraído do EP 'Sticking Fingers into Sockets', um dos EPs de 2007! Mais informações sobre os Los Campesinos! podem aqui ser lidas, para quem quiser.

"Not sure if you mind if I dance with you,
But I don't think right now that you care about anything at all.
And oh, if only there were clothes on the floor,
I'd feel for certain I was bedroom dancing.
And it's all flailing limbs at the front line.
Every single one of us is twisted by design
And dispatches from the back of my mind
Say as long as we're here everything is alright.

If there's one thing that I could never confess,
It's that I can't dance a single step.

It's you!
It's me!
And there's dancing!
"

10 comentários:

Mocho Falante disse...

Vai uma sessão de Karaoke? Claro que vai

abraços

éme. disse...

Fui lá espreitar o tal refrescante texto e encontrei aquelas andanças "geracionais" à roda da data de nascimento mas mais ainda em volta de alguma coisa que se gera, que se cria, que se faz nascer-crescer-viver por aqui!
:)
Não podemos mesmo passar a vida em altos de montanhas ou em pânicos de um fogo que pode nem nunca chegar a acontecer.
...
Ainda que nada seja absoluto e que nunca nada nos seja dado para sempre ou com garantia de ser "certo", acredito no que diz uma personagem de um dos mais velhos escritos da I. Allende, "é preciso ter sentido de permanência"...

mesmo porque (e isto parece-me inequívoco):
"...
It's you!
It's me!
And there's dancing! "

oh, caramba, dancemos, então!
E Já!

Kraak/Peixinho disse...

Mocho :) Acho que naum! LOL. Naum curto karaoke. :P

Hugzz sem karaoke

Kraak/Peixinho disse...

Éme :) Obrigado pelas tuas palavras, Éme. Li este teu formidável comentário antes de sair para o almoço. Fiquei sem resposta. Fiquei sem fôlego. Durante algum tempo estive a reflectir no que tinhas escrito e que tal comentário naum poderia nunca ter uma resposta dada às pressas e de forma atabalhoada.

Num precioso livro que ando a ler do Murakami, encontrei casualmente resposta ao que afirmas "sentido de permanência", ou seja, do que interpretei do que li de ti e do que li do Murakami, na realidade o que precisamos é estarmos atentos ao que se passa à nossa volta, bem como manter os ouvidos, o coração e o espírito bem abertos.

Claro, isto naum se consegue assim de uma hora para outra. É preciso ter calma. Nada de pânicos. Calma para perceber até que ponto o mundo à nossa volta é importante, porém sem perder o equilíbrio. Desta forma, conseguimos saber objectivamente quem somos.

Impôr a lógica ao empirismo ou a teoria sobre a prática é uma forma de arquitectura. A forma inversa é muito difícil de explicar.

Era bom que todos pudéssemos dançar da forma como a música nos sugere, mesmo que fosse necessário criar alguma barreira invisível entre nós e os outros.

Nada como estar atento à permanência e à calma, naum achas?

Bjzz a dançar

IM disse...

Gostei muito do "crescendum" da música...engraçado...diferente...

Van Dog disse...

Já vinha à caça da música de hoje. A ver se o meu ouvido evolui um bocadinho...

éme. disse...

Uhm... :)
Só podia dar nisto... lá vou eu, sem falta, começar a pegar no Murakami... ainda há pouco, em frente à Bertrand antes de ir jantar, olhei para uns quantos títulos na montra e pensei cair-em-tentação de acrescentar uns volumes à lista de espera -
(ando com a Joyce Carol Oates e a Doris Lessing na cabeceira e está a demorar chegar ao fim da meada...)
- e eis que chego aqui e leio a permanência traduzida em letras que me saltam bem para a ponta dos dedos e ideias que fervem a baixa temperatura!

Não sei se me sinta "Twisted by Design" se pelas palavras... :) oh sim, talvez twisted pela brincadeira de ideias que as palavras partilhadas pintalgam por aqui!

Bjzz dançados

Kraak/Peixinho disse...

Im :) Eu acho giríssima! E o crescendo do princípio da música é genial! :))

Bjzz girozz

Kraak/Peixinho disse...

Van Dog :) Então, e que tal? Apanhaste a do dia ou a da véspera? Podes acompanhar o top também aqui no blog ao lado e, para além de ouvires, também vês o clip/vídeo, hehe!

Aproveita, Van!

Patadinhas!!

Kraak/Peixinho disse...

Éme :) Pois é... Murakami! Recomenda-se. Ligeiro? Nada. Parece-nos. Acredita que muitas linhas me fazem sentir verdadeiramente twisted. Não só pelo design da sua escrita, mas também por todas as brincadeiras que faz com as vidas dos leitores. Muito bom.

:))

Bjzz alterados