2005/03/15

Fui

eu que quis vir até aqui, decidi, não me arrependo. O que tem de maravilhoso tem de assustador, equilibradamente. Mostra e expõe os dois lados da vida para quem os quer ver. Nada do que é humano está decidido, esteve alguma vez decidido, é um enigma, um futuro. Lembro-me uma última vez de coisas que vou esquecer, que preciso esquecer para continuar. Outras ficarão guardadas no meu sangue.

(Paixão, Pedro in "PortoKyoto")

2 comentários:

N * disse...

Quero ir
Não sem hesitar
É que agir causa mais danos do que pensar
Os danos deixam marcas indeléveis
Os pensamentos, esqueço-os ou faço por isso.

N

ti_a_u disse...

Pensar demais também pode ser perigoso, na medida em que a falta de acção provoca o pior dos danos...

Não será a pergunta "E se eu tivesse feito?" o pior e mais demolidor de todos os pensamentos?

E se "nada do que é humano está decidido" porque será que a maioria de nós opta por tomar decisões para amanhã em vez de viver o dia de hoje com aquilo que ele nos dá?

Parece-me que muitas vezes nem vemos o que nos rodeia porque estamos demasiado ocupados a tomar decisões sobre o que vai ser o nosso amanhã...