2005/07/01

Perímetro de uma Dança

Hoje é um daqueles dias em que queria estar em casa, deitado na minha cama, a olhar para o tecto do meu quarto. Um daqueles dias em que teria flashes dos passados recentes e distantes. Um período de tempo em que voltaria a ter metade da minha idade. Nesse tempo em que olhávamos as estrelas com outro olhar e que nos céus encontrávamos sempre uma mais brilhante que outra. E mais outra. E outra ainda. E mais uma.

Satélites de estrelas.

Substituir o demónio em mim preenchido por uma recompensa própria, na esperança de bem colher algo lançado ao mar. Atenuar a sua saída das areias profundas das águas tépidas de um mar azul e verde, cheio de corais e recifes e de cores fortes e preenchidas.

Admirar os segredos ocultos das profundezas, mesmo que em fantasia e sem efeitos secundários, sem que o pólen presente no ar das águas pare de entrar pelas minhas narinas, mesmo que me provoque alguma alergia. Num comboio sobre o mar, viajar no tejadilho da locomotiva, quase em tensão entre a corrente eléctrica e as águas desse oceano, sem me deixar ficar electrocutado, a contemplar as estrelas e a impedir que haja algumas nuvens carregadas e pesadas a tapar a minha visão.

Com isto, iluminar a minha escuridão invisível.

22 comentários:

C.S.A. disse...

Mesmo que com nuvens, depois da chuva de que estão grávidas, da inundação, tens a água tépida das tuas águas, porque sem as primeiras não te terias alimentado nem saberias o que é a calmaria dos mares.
Agora, porra, ó C., um comboio sobre o mar ia logo ao fundo! Mas tá bem, deixa, eu percebi, escuridão invisível.

C.S.A. disse...

Esqueci-me: se ainda não esgotaste o porta-moedas recheado, escuta, que estás a precisar, o Adagio for Strings, do Samuel Barber, e depois diz-me qualquer coisa.
Abraço.

Kraak/Peixinho disse...

CSA, extraordinário! :) Tu e a nossa querida amiga, sois dos poucos que me compreendem na plenitude. Acho extraordinária esta nossa simbiose energética.

Hugzzz tépidos

Ricardo disse...

Como queria ir também nesse comboio, e que me levasse daqui, deste meu mundo cada vez mais triste...

Kraak/Peixinho disse...

Rick, tens que ser tu a comprar o bilhete e entrares na carruagem certa! Take the RIGHT train! Naum te esqueças: pinturas com cores e sorrisos certos!

Hugzzz

C.S.A. disse...

Ó caraças, o que é que tu não percebeste que eu também percebi? Ora explica-me aqui na orelha.
Ah, e outra coisa: então o Carrilho mail'a Bárbara parecem o pessoal do Funchal na missa!
Só tu mesmo!

C.S.A. disse...

Bolas, faltou-me uma negação na frase inicial. Vá, agora recompõe tu a frase.

Luís Miguel disse...

Faço das tuas palavras o meu desejo. Benvindo seja este/um perímetro de uma dança..
.
.
Abraço..
.

moon between golden stars disse...

Deixa-me repousar a teu lado... e olhar para esse tecto... e imaginar... que o tempo se perdeu, e que cada estrela continua com um brilho diferente...

Um abraço

corpo visível disse...

Num comboio sobre o mar... If you say run, I'll run with you!
:)

Mendes Ferreira disse...

... a tua magnífica escuridão é o que mais ilumina a tua alma por onde se viaja ao encontro da t inteligente sensibilidade...poucos como tu para encher de luz este "comboio" actual onde tudo e todos (quase) se afundam numa certa irresponsabilidade flutuante. Beijo.

Charlotte disse...

Que original viajar sob o mar:)Tb quero!!
Já me habituei á musica da tua página: C`è bella!
Bjs*

Fernanda Carvalho disse...

Ó se te compreendo...
Até amanhã!
~º(",)º~
Fernanda

Kraak/Peixinho disse...

CSA Hahaha :) O que eu naum percebi que tu naum percebeste? Sabes que a negação da negação é a afirmação! Hihihi! Tiveste foi mta sorte em naum ter comentado o burro e as galinhas tb na Sé do Funchal, LOL. Mas vai dar tudo ao mesmo. Porcos, burros e galinhas - tudo a armar ao chiqueiro e poleiro e capoeiras na missa dominical da Ilha. Já soube bem o que era isto. Experiência própria. LOL. Canojo!

Hugzzz afirmados

Kraak/Peixinho disse...

Luís Miguel :) Hey!! Sê também bem-vindo, meu caro amigo. Um desejo comum a todos.

Hugzzz dançantes

Kraak/Peixinho disse...

Moon :) Se estivesses ao meu lado poderíamos quase contemplar as estrelas de mais perto, no teu Airbus 380. Aramávamos no mar e depois apanharíamos o comboio. Uma dança junto às algas.

Bjzzz aramados

Kraak/Peixinho disse...

Hey CorpoVisível :), Obrigado pela tua visita! Eu continuo a dizer "SIM", por isso, podes vir e viajar nas profundezas do mar, tornando o invisível visível através do teu nick.

Hugzzz visíveis

Kraak/Peixinho disse...

MFerreira :), Recordar o egoísmo das escuridões, mas estas sim, visíveis as quais sem sensibilidade e sem a mínima inteligência, destroem o nosso mundo por uma questão de patacas.
Obrigado pelo teu comentário e pelo elogio. Naum mereço tanto, minha querida.

Beijos sensíveis

Kraak/Peixinho disse...

Charlotte :) Tb queres? Ainda há bilhetes disponíveis. Reservo quantos? Just 4 u?

Bjzz disponíveis

Kraak/Peixinho disse...

Fernanda :) :), eu sei que tu me compreendes. Naum parece, mas sei. Um comboio para o Guga!
Sim, até amanhã (ou até logo, LOL).

Um comboio de beijos e abraços para vós os 3

siri disse...

..... acho q isso é ilegal.... essa coisa de andar no tejadilho...corres o risco de aparecer o revisor-imagináriUm e pagares multa (oh, perdão: coima!).... a não ser que tentes isso no Índia... no "mar" da Índia (A)
**

Kraak/Peixinho disse...

Siri :D Muito atenta... LOL. Os revisores naum me passam multas. Está descansada! Obrigado pelo teu cuidado. Hehe :)

Bjzzz do tejadilho