2007/10/27

Nós Somos o Que Lemos e Tu És Aquilo Que Fazes



À entrada de uma qualquer biblioteca de uma universidade deste mundo, onde tudo parece ser calmo, poderia encontrar algo entre as milhares de histórias que aqui se encontram sentadas para ler.

Um pequeno cão aparece ao pé de mim para comer, um pequeno cão que parece ter cerca de 14 anos, um pequeno cão que tal como eu não se rala para o que as pessoas dizem, pois ele nunca mais por aqui passará.

Não. Não se rala. Está-se nas tintas até porque o cão já se foi.
Nessa pequena cidade suburbana onde estavas, como podem as pessoas ignorar-te e não te olharem verdadeiramente nos olhos? Como podem algumas pessoas, roídas não se sabe bem por qual razão, cuspirem-te críticas pela forma como conduzes a tua vida?

Queria acreditar que o mundo é um lugar bonito. Mas não. Sou deveras desconfiado, apesar de pensar sempre nas outras pessoas antes de mim. Se calhar o inferno é que é um lugar bonito.

Isto pretende ser não só uma homenagem a todos os cães abandonados, mas também a todas as pessoas que se sentem abandonadas. O cabrão do Guillermo Habacuc Vargas, bem como toda a comitiva da puta da exposição deveriam, no mínimo, ser presos.

[Adaptação livre do tema "Ode to LRC" dos Band of Horses, em audição no Kraak FM <'+++<]

11 comentários:

IM disse...

Isso, Kraak, isso. Estou tão revoltada com essa situação!!! COMO? COMO? Mais do que presos, deveriam poder por uns tempos experimentar a dor que infligiram ao animal...espero que a petição corra mesmo o mundo todo e sirva para alguma coisa!!!!

LisbonGirl disse...

Eu gostava muito que a comitiva toda fosse empalada!!!!!!!!!!!!


É muito triste, dói muito não sei como é possível!

éme. disse...

Soube dessa dita exposição e dessa dita comitiva e desse dito "artista"... sou dada a crenças nas pessoas e sou dada a tentativas esgotadas de acreditar que as pessoas são, intrinsecamente, decentes... mas não. Seja lá como, ou o que for... não.
Ainda tentei acreditar que era uma mentira bem encenada com uma figura e não um ser de verdade... uma figura poderia fazer sentido, não era? chocar e chamar a atenção para o abandono, lá está, precisamente... mas não... Ele foi levado para ali, crente, como só um cão! foi pregado ali, contente, como só um cão quando crê que um amigo o olhou! e de seguida percebeu que a gente, afinal, a gente é má... é profundamente má... pior, é indigna, é... indescritível,
é o que é...
sabes... o que me mói ainda mais é pensar que com tudo isto vai haver tanto cromo que vai procurar o sujeito e idolatrar o tipo...
...
era Gandhi que dizia que a qualidade de uma civilização se via no modo como cuidava os seus animais, não era?... pois é assim que vamos...

IM disse...

Era, era Gandhi que dizia que o nível de desenvolviemnto de uma sociedade se vê pela forma como trata os animais (não humanos)...
Já podemos fazer uma ideia de como estamos atrasados...

Mocho Falante disse...

podes crer, deveria ser todos presos e sem comidinha e depois iamos todos à hora da refeição comer um belo bitoque à frente deles para ver se gostavam, que grande fdp...desculpa o desabafo mas há coisas que me tiram do sério

abraços

extravaganza disse...

Sempre que vejo um cão abandonado na rua vêm-me logo as lágrimas aos olhos...

Penso que esta é a mesma situação que a oaktree publicou no blog dela. Nem consegui clicar no link para ver, presumo, as fotos. Não consigo! :((

Não se faz!

Kraak/Peixinho disse...

Im, Lisbongirl, Éme., Mocho, Extravaganza :))))) Esta é uma daquelas situações que naum consigo comentar. Nem sequer quis fazer um post explosivo porque naum iria resultar em nada. Fica um recado. Uma situação lamentável que põe a olho nu a pobreza de espírito de muitos humanos deste planeta, especialmente esses cabrões e cabronas costa-riquenhos. Ao Guillermo Vargas, naum lhe desejo nada nem lhe rogo pragas, como li em variados blogs nos últimos dias. Ele alcançou a sua fama por alguns momentos; neste momento deve estar a passar um mal-bocado, possivelmente. Isso chega. Agora tem a cruz que merece, embora devesse haver uma pena judicial para ele e para os comissários da exposição.

Mas quem é que quer saber disto? Era apenas um cão. E vadio, ainda por cima. Como aqui afirmado pela Éme. e pela Im, o reflexo da sociedade ocidental, em particular em determinados países, só da razão à afirmação feita por Gandhi.

Só tenho pena que esse Guillermo Vargas não seja japonês.

Hugzz+Kszz indignados

isabel mendes ferreira disse...

caramba....amigo de sempre....

esta vida anda mesmo estranha...




.



(já disse que gosto muito de ti?)

já.

mas repito.


por ser verdade!!!!!


muito.



beijos reconhecidos....no tempo.


para sempre.

Van Dog disse...

nem há palavras

Kraak/Peixinho disse...

IMF :) Sim, minha querida. Isto parece tudo muito estranho ultimamente. Já naum tenho palavras para comentar isto...

Mas, ficam as coisas boas e as belas amizades. Eu também gosto muito de ti! :))

Tu sabes.

Bjzz com palavras

Kraak/Peixinho disse...

Van Dog :) Palavras... palavras. Basta vermos as fotografias que andam a circular pela web. Socorro! Pobre mundo este...

Bjzz a ladrar, Van! :P