2006/01/16

A experimentar números


Quando eu amanhã adormecido acordar, vou ainda tentar sonhar que não ligo às questões profissionais, imaginando que os anjos me trazem bifanas e pregos para o almoço e cachorros e arroz doce para o jantar. É só telefonar:

-Está? Já fizeste o que te pedi ontem?
-Sim. Tudo tratado.
-Pois então, destrata porque há opiniões contrárias.

É a aproximação do carnaval que faz com que não levemos a mal determinadas atitudes. Eu vou aparecer vestido de índio ou talvez de homem-aranha porque a elasticidade que esta personagem possui, permite que eu me converta num fiel pagão, semi-pronto para subir ao alto de uma montanha, não para recitar poemas, mas sim para cuspir fogo sobre essa classe, que até as folhas varridas de um outono acabado se riem, mesmo já mortas.

Eu também poderia ser como as putas do SinCity. Sem chaves, à procura de uma lareira para aquecer os pés, sabendo o que fazer sem o terem aprendido na escola. Demasiadas felinas para um único domador.

Dizei-me vós, estranhos colegas, porque está o meu espírito profissional como um jogo de sudoku desde Outubro de 2004? Eu sei a resposta. Nem conseguem sequer perceber as regras do jogo, quanto mais fazer um joguito Nível 1 (Muito fácil). E então, embora experimentar todos os valores possíveis!

É como apanhares um elevador para o último andar e entrarem uns pacóvios que não sabem para onde querem ir e carregam em todos os andares.

Qualquer dia perco a paciência e desmascaro o que de tenebroso existe pelas cabeças pensantes daqueles que supostamente tentam poupar o dinheiro implicitamente pago por 6 milhões de portugueses. Já faltou mais.

12 comentários:

Ani disse...

Gostei particularmente deste post,

Beijihos

relampago disse...

pois....então fico à espera....
beijos. :)

Kraak/Peixinho disse...

Ani :) Heyas! Obrigado pela tua visita e espero que voltes! Fico satisfeito que tenhas gostado do post :D

Bjzz particulares

Kraak/Peixinho disse...

Relampago :) Hahaha! Viva a cusquice! LOL. Já te deixei beijinhos do outro lado ;)

Bjzz pele a pele

Alma Om disse...

Pois é... Agora todos jogam Sudoku, não é? Talvez esta brincadeira com números, valores, não seja mais do que a tentativa de compensar a inversão de valores... Ou a ausência dos mesmos. Mas, às vezes, é mesmo desesperante!!!... Dá mesmo vontade de abrir cabeças. Enfim, a luta continua. Junta a minha mão à tua.

sonia r. disse...

Grandes mudanças na casa.
Bjinhos.

Kraak/Peixinho disse...

Alma om :) Naum! Nem todos jogam Sudoku. Alguns gostariam de jogar, mas como afirmei, não entendem as regras :S E os valores, estes, só cabem um e apenas um em cada uma das células da matriz de cada jogo. Portanto: determinado! E por mais que se tente abrir as cabeças, há coisas mais fortes e resistentes, como por exemplo, o factor poleiro, yes, Mr., nem sim nem não, tacho, entre outros. Revolta-me, sabes?

Hugzz unidos

Kraak/Peixinho disse...

Safo :) Hehe! Novo ano, casa e layouts (o template é o mesmo) de blogues novos, LOLL. A essência mantém-se! :)

Bjzz novos

Mocho Falante disse...

E porque será que me identifiquei especialmente hoje com este teu fantástico post????

Porque hoje vivi essa experiência uma vez mais

Abraços

Kraak/Peixinho disse...

Mocho :) Acho que muitos de nós se identificam com estas peças de teatro... Infelizmente :S Temos que nos aguentar, Mocho. E a dança continua...

Hugzz com paciência

gaZpar disse...

Tenho esperança que qualquer dia o "sudoku" passe de moda e o verdadeiro jogo comece! Até porque também já perdi a paciência para o jogar.
E acredita que aqui por terras britânicas não é assim tão diferente como isso!
hugzzz

Kraak/Peixinho disse...

Gažpar :) Tb andam a fažer experimentačoes de numeros por aí? Tipo "agora vamos la ver o que acontece se..." Isto é tudo = em todo lado :S

Eu até gosto de jogar sudokinha, hehe :) mas confesso que já fui mais viciado :D

Hugzzž viciados