2005/09/29

Fixo-me

    Nem sempre a inspiração bate à nossa porta. Nem sempre há palavras bonitas para serem aqui escritas.

    Nem sempre há faces de jeito para serem fotografadas...

    [Monga Kraakinho @ Coaquaddus, Sardenha (I), 2005.09.08 ]
      Mas os anjos que pelos meus ossos fortificam o meu cálcio, o café que a uma temperatura elevada aquece a minha alma dizem-me que ouviram uma chamada com sabor a pássaros a cantar. Fixo-me nas minhas frases, embora não encontre muitas palavras. O dia deita-se à minha frente e eu... só quero é ir para casa, a cantar. A acreditar na música que canto. Elevar-me ao topo dos sons, da dança e do ritmo. E da mente.
        Bom sentir o meu final target.

        6 comentários:

        Alexandre Narciso disse...

        That´s the spirit my fiend
        hugs

        Kraak/Peixinho disse...

        Exacto, Alexandre :) Eu bem tento, mas quando estamos sem inspiração, nada a fazer. Tu é que tens sempre uma verve extraordinária.

        Hugzz 4 u 2, my friend

        gaZpar disse...

        Inspirado como sempre. ;) Hugzz

        Kraak/Peixinho disse...

        Gazpar :) Naum muito, como se pôde ver. And tell me, how's life in Britain?

        Hugzz with cyder

        O Puto disse...

        E haverá algo mais elevado?

        Kraak/Peixinho disse...

        Puto :) Com certeza que haverá um nível superior que eu ainda naum consegui atingir e nem sei se o degrau está ao meu alcance. :)

        Hugzz elevados