2007/09/27

O Astronauta e o Resto

Nunca na minha vida fui admirador da figura "Santana Lopes", mas o que sucedeu ontem na SIC Notícias foi como saltar de um precipício e cair de seguida numa fogueira. Primeiro beijo os teus pés e a seguir parto-te os joelhos.

O Mourinho, que para provar que não é gay, diz para levarmos as nossas irmãs quando formos ter com ele, conseguiu interromper uma entrevista a um político deste país (não importa em que quadrante se situa a sua tendência política), para que víssemos a sua chegada ao Aeroporto de Lisboa.

Mas que merda é esta? A SIC Notícias passou-se?
Quem é José Mourinho?
Isto só demonstra a fraqueza e a pobreza da comunicação social neste país.

Internem já o Ricardo Costa e a Ana Lourenço que sirva de enfermeira.

5 comentários:

IM disse...

Olha, subscrevo a 100%!!!!! E digo mais, ADOREI a atitude do Santana Lopes!!! Chegou para a SIC!!!! Chegámos ao extremo do ridículo!!!! Um fulano arrogante, antipático, convencido e que não quer saber do país para nada, que só vê dinheiro à frente e que é um palerma (desculpem-me os defensores do Mourinho e do futebol, mas eu estou farta da doença do futebol a que se didicam horas e horas de "discussão" televisiva, como se aquilo fosse a razão da felicidade de alguém), chega a Portugal e é tratado como se fosse uma personalidade de merecido destaque!! Olha, se tivesse sido o Dalai Lama a chegar naquele momento, não eram capazes de interromper a emissão! Ou se chegasse um cientista ou investigador de renome, também ninguém interrompia a emissão!!! É o país que temos...uma mentalidade de m**** e mediocridade que nunca nos fará sair da cepa torta e recuperar alguma da dignidade ancestral...

strange quark disse...

Veio alguma inteligentzia a público defender a posição da SIC, que admito possa ser defensável, mas já não admito que tenhamos que nos comportar como acéfalos perante os ditos "critérios jornalísticos".

Assisto à SIC a liberdade em definir o que considera um facto jornalístico relevante. Creio ser do direito de qualquer um fazer desse critério um juízo próprio e o direito de se sentir indignado se considerar que o critério utilizado não justifica que abusem do tempo e paciência que decidiu conceder a alguém para o entrevistar. Não vou à bola com o Santana Lopes nem um bocadinho (nem o facto de ser do Sporting me deixa mais confortado), mas a sua atitude foi de aplaudir.

Tenho dito!

éme. disse...

Efectivamente..........
:(
Este País está maluco, só pode estar tudo maluco!
O que, em certa medida, ajuda a clarear esta impressão que me fica depois desta verdadeira pérola do estado de sítio a que se chegou: num mundo de doidos, até o Santana consegue ter laivos de brilhantismo!
...
Não é mais que certo quando se diz que o futebol é um dos melhores ópios do povo?!...
pois é... pois é...

myself disse...

Realmente, isto não é jornalismo nem nada que se assemelhe. Fosse, quem fosse o entrevistado, esta atitude não é digna de um canal de notícias. Mas de um canal sensacionalista.
Somos um país tão pequeno de ego, que só por um tuga ter sucesso LÁ FORA (aqui ninguém é valorizado, recordam-se?) ficamos todos de ego inchado.
Independentemente do político, o Santana Lopes teve muito bem na sua posição. Bato palmas.

Kraak/Peixinho disse...

Im, Strange Quark, Éme, Myself :)))) Subscrevo obviamente na totalidade tudo o que foi por vós comentado. Eu, em particular, estou-me nas tintas para o Mourinho e outras criaturas semelhantes. Ele tem o seu valor, ok, isto não se discute. Há tantos cientistas portugueses no estrangeiro, pessoas que contribuem efectivamente para algo que este país deveria orgulhar-se, mas naum, estes nem sequer aparecem pelos telejornais.

Antes pelo contrário, o país expulsa-os para outros mais evoluídos que os acolhem de braços abertos, apesar de tudo.

Naum passamos disto: Fado, Fátima, Futebol. Faz parte do FARDO que temos que carregar.

O que naum admito é que certa inteligentzia, como afirmou o Strange Quark, venha afirmar que a SIC-N fez muito bem em interromper a entrevista. Naum nos tratem como anormais, como burros que puxam carroças, pq nesse circo eu naum entro, com certeza.

Parabéns à SIC que tem a liberdade de decidir o que é relevante ou naum para a interrupção de uma entrevista. Felizmente tem essa liberdade.

Eu também tenho a liberdade de querer ver o Ricardo Costa internado num hospício assim como eliminar da minha grelha de canais, a SIC-N.

Estou farto de low level. Vão para a P*t* que os pariu.

Hugzz+Bjzz sem directos no Aeroporto