2005/06/20

Não Passas de Mais um Nome



Eras como um farol de encaminhamento dos barcos, onde alguns se chocaram contra as falésias da tua guarda. Tu guiaste o meu barco ao teu encontro. Tinhas tanta luz nessa casa, de várias cores, e esses momentos não nos foram eternos. Passaste a ter uma luz artificial enquanto a minha era mesmo natural. Eu, um navegador com bússola mas também com conhecimentos práticos dos sistemas temporais.

Eras igualmente como um jardim, também cheio de cores, como as luzes do teu farol. E que buscavas tu em mim? Estarias à procura de um jardim perdido? Nada se perdeu em mim. Eras como algumas flores suplicantes por carinho e atenção. Um grito de desespero. Daqui muito veio. Daí muito deixou de vir. Como me doem os instantes intensos por mim vividos. Na (in)certeza de que tudo se eternizasse, não passaste de ser apenas mais um nome. Era altura de levantar a âncora e zarpar. Para alto mar, onde não há farois. Nem jardins.


Dedico-te isto (Just Another Name, by Lifehouse, in "Stanley Climbfall", 2002). Toda a gente sabe o teu nome, mas ninguém sabe quem tu és. E vou dedicar-te sempre posts todas as vezes que apareceres. Como os reflexos de Plutão sobre Neptuno.

13 comentários:

Arq Gio disse...

Não passo de mais um nome, de uma tarde. Gostei do post, gostei da música, gostei da foto. Depois explicas-me melhor :-)
Abraço kraakiano de um arqgiano.

Mendes Ferreira disse...

és bruxo meu anjo? e agora?

Kraak/Peixinho disse...

MF :) Agora, passa para cá as alvíssaras! Como eu te compreendo! Almas gémeas?
Bjzzz gémeos

Kraak/Peixinho disse...

Aark :) LOL. Tu, naum! Nopes! Nada disso. Ainda bem ke gostaste do post.
Hugzzz aarkianos de um polvo (LOL)
Kraak/Peixinho aka Polvo Ladraum

Mendes Ferreira disse...

só se formos ao café....gemeo.......

N * disse...

Nome sábio, que por ter aprendido comanda
Nome certo, que por não esperar decide
Nome errante, que por se precipitar erra
Nome morto, que por ser paciente desespera
Nome possessivo, que arrebata o teu fazendo-o meu
Nome pálido, que arrasta ternura provada
Nome cru, desfeito, decapitado e nu
Nome quente, que por ser leve voa
Nome calejado, sofrendo as asperezas da vida.

Anónimo disse...

"...
Ouve amor-o-eterno e o que ele diz
a quem se dá.
Não esperes pelo tempo: sê feliz
que a felicidade é já!

E a felicidade é esse rosto eleito
por ti,
é esse palmo de ternura e o jeito
com que sorri.

E a felicidade é a melancolia
que nesse rosto existe,
quando te quer dizer que só por ele
é bom estar triste...

Passem, então, os anos a deitar-nos
línguas de fora...
Se morrermos será de nos amarmos
em cada hora!

Mais um ano de esperança? Não o queiras
se a esperança é adiar,
e vive-o como se fosse a vida inteira
se tiveres de esperar!..."

Alexandre O'Neill

(do Super das Gambas)

moon between golden stars disse...

"as pessoas encantam-me"... apaixonam-me... às vezes chega a ser assustador a forma como algumas pessoas me encantam... as maravilhas k têm dentro de si, o sorriso, um abraço, uma palavrinha no sítio certo... as conversas, os olhares tão verdadeiros e k dificilmente conseguem mentir. E todas as pessoas, umas mais k outras são fantasticamente encantadoras, algumas até demasiado...
Todas sem excepção... como tu...

Um abraço

Kraak/Peixinho disse...

MF :) Não dês a fuga! Não foges com as alvíssaras. Nopes!
Bjzzz

Kraak/Peixinho disse...

N* :) Amigaum! As tuas belas palavras, como sempre! Conheces-me bem. Obrigado pelo comentário!

Hugzz graundesss

Kraak/Peixinho disse...

Anonymous Super das Gambas, LOL :) O O'Neill sabia-a toda. As palavras assentam como uma luva. Talvez sim? Talvez não? Anyway, obgdo pela tua visita e espinha. Volta sempre.

HhuUGgzzzzzz

Kraak/Peixinho disse...

Moon KERIDA :) Naum te assustes! Sem medos. Tu é k'és encantadora! Spre com os teus fragmentos da Lua sobre a Terra. Restos de um cometa encandescente que se transformaram em várias estrelas brilhantes.
Bjzzz

Kraak/Peixinho disse...

Btw, para todos os que deixaram espinhas: Eu tb naum passo de + 1 nome.

Hugzzz & Kisssesss