2008/11/21

Segure-se Bem Quando Viajar de Pé


Às vezes penso se as nossas vidas não serão algo que possa ser considerado como supérfluo, como se os meus pensamentos gastassem mais do que aquilo que um orçamento se propõe na tentativa de se chegar a um valor absoluto.

Há vozes que tocam a superfície do meu terreno, mesmo que de forma imperiosa não atinjam o que realmente importaria e que ao mesmo tempo alcançam os elos das minhas palavras. Tarefa difícil pois nunca sei como evidenciar textualmente alguma descontinuidade presente nos meus pensamentos.

É como se tentasse eliminar o que não consigo corrigir.

[image credits: Heiko Windisch @ The State of Things]

Para ouvir:
Nothing Ever Happened, pelos Deerhunter
:-:-: Deerhunter, via Kraak FM <'+++<

2 comentários:

éme. disse...

Segura-te bem, quando viajas pelos teus pensamentos!
:)
Eliminar o que não conseguimos corrigir... uhm... estou a perceber! Mas isso só se não deixar aquela marcazinha de "se tivesse tentado um pouco mais..." :)
Lembras-te de, há uns tempos, teres escrito que tínhamos umas sintonias curiosas de temas de escrita? Pois olha, cá está mais esta: ando a tentar eliminar o que não consigo corrigir!
Bjzzz e Hugzzz revisitadozzz

(Tinha saudades tuas, Kraak!)

Kraak disse...

Éme :) É um facto, embora por vezes a inércia nos empurre para a porta de saída do transporte colectivo... assim, somos eliminados sem termos pedido. Giro, naum?

Embora por vezes preguiçoso em perseguir a total correcção. Mas também, querida, pergunto-me para quê. Se 97,5% das coisas já estão conhecidas, o esforço suplementar em conseguir os outros 2,5% não acrescentariam grande coisa.

Bjzz sem esforço