2006/04/03

Noordzee



Mar do Norte.

Uma história antiga revivida numa fábula forçada? Os anos esconderam muita coisa de forma indiferente, misteriosa e desperdiçada.

As suas ondas vitoriosas levaram parte da minha vida para um porto distante, longe do tempo.

Não vale a pena fechar os olhos e voltar atrás para lavar trapos ou panos do pó hasteados num qualquer canal. As minhas velas movem-se ao sabor da brisa por todo um mar bem próximo e queimam-se na busca do horizonte de um cais pleno de gaivotas.

9 comentários:

Mocho Falante disse...

oláááá

fico quase sem ar de ler este bom gosto de brincadeira de palavras e sentimentos

abraços

Kraak/Peixinho disse...

Mocho :) Recupera o fôlego porque as velas estão içadas :)

Hugzz a velejar

molotov disse...

ups K'mrd...nem bi kum tanta paixum, porra....sorry sorry sorry...eu vou dizer que os direitos de autor sum teus...porra...desculpa lá, sério. um abraço e huggzzzs????

molotov disse...

Já pedi desculpa num koment. amanhã explico a gaffe num post. sorry.

Nelita disse...

passado revivido...
jamais !!!
aproveita o vento...
velas içadas...
bora laaaaaaaaaaa
lol
faz algum sentido???lol
bjoka a tu

Kraak/Peixinho disse...

Molotov :) Desculpas e Gaffes aceites :) Obrigado pelo esclarecimento no teu blogue.

Hugzz sem gaffes

Kraak/Peixinho disse...

Nelita :) Diz-me então o que faz sentido neste presente :)

Bjzz ao sabor da aragem

gaZpar disse...

Como eu te compreendo.. ;) eh eh
abraços do priminho a um mar de distância

Kraak/Peixinho disse...

GaZpar :) Priminho, é possível que me entendas... Qdo regressei da Bélgica (waffles :P), passei por cima da tua casa, por ironia, :D, e atravessei esse mar de distância... Levei foi mas uma data de tempo para cá chegar :S

Hugzz com waffles